1.4.12

Comemoremos a Verdadeira Páscoa!

Perguntar ás crianças: 

Quando digo Páscoa, do que vocês lembram?

Deixá-los responder.

Mas, qual o sentido da Páscoa?


Ouvir as respostas das crianças.


Contar uma História da Páscoa:


"Há muito tempo, quando só se conheciam as civilizações antigas, os judeus comemoravam a entrada da primavera, pois era uma época em que os campos se enchiam de flores, o pasto ficava verdinho, anunciando que em breve se poderia fazer a colheita dos frutos, cereais, que iriam garantir o alimento para toda população.  Nessa época também os rebanhos aumentavam. Nasciam muitos carneiros, ovelhas e outros animais; por isso os pastores comemoravam com muito amor a chegada da primavera e eles davam a esta festa o nome de Páscoa.

Muito mais tarde, na época de Jesus, ela teve outro significado para o mundo cristão.
Nós sabemos que Cristo, que veio pregar o amor entre as pessoas, não foi compreendido pela maior parte da população e pelos reis da época, motivo pelo qual foi crucificado. Ora, essa crucificação aconteceu na época da Páscoa. Depois de ficar crucificado Jesus foi enterrado em um local bem seguro, com uma pedra fechando a entrada deste local, para que o corpo não fosse retirado de lá, durante à noite, por seus amigos. Guardas tomavam conta do lugar, viram à noite que a terra estremeceu e de dentro do lugar onde estava a pedra, Jesus apareceu, conforme havia prometido, que ressurgiria dos mortos, ao 3º dia, provando assim que a vida que Deus nos dá é eterna.




Quando souberam, todos os seus amigos ficaram muito felizes, e como era época das festas de Páscoa (ou festa da primavera) deram a esse fato o nome de Páscoa da Ressurreição, que é comemorada todos os anos pelos cristãos por algumas religiões.  
 Mas o que o coelho e os ovos têm a ver com tudo isso?




O ovo é o símbolo da vida. É através dele que muitos animais nascem e se reproduzem. Com este símbolo temos a representação da Vida Eterna, que foi como Jesus sempre pregou.
- Mas estes ovos não são de chocolate!




 Acontece que antigamente para comemorar a Páscoa, as pessoas presenteavam ovos verdadeiros de aves cuja casca era pintada com muito carinho para servir de enfeite e lembrança para a pessoa a quem eram ofertados; porém, esses ovos tinham a desvantagem de se quebrarem e se estragarem com facilidade.
Com a vinda da era moderna, os homens resolveram comercializar a ideia e assim produziram ovos de Páscoa de chocolate, de açúcar, porcelana, alumínio e outros materiais que serviram para conservar a ideia do ovo da Páscoa.
- E o coelho? Bem, o coelho é o animal que representa o divulgador da notícia da ressurreição do Cristo por ser um animal esperto, rápido e que nos traz sempre a ideia de alegria e felicidade. Assim sendo, juntaram- se as duas figura: Coelho + Ovo de chocolate e as crianças ficaram felizes no dia da Páscoa, muitas vezes sem saber o significado desse dia.
 Lembrem-se que essa lição é para todos os dias de nossas vidas. Nós devemos amar sempre aos nossos semelhantes. Nos dias de festa, nos dias comuns, nos dias alegres e até nos dias tristes, porque quando respeitamos e amamos as pessoas, nós somos felizes e isso é o que Jesus deseja para todos: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" .
(fonte:  http://www.c vdee.org.br/ev_historiatexto.asp?id=00  Com adaptações!)

O mais importante na vida crianças, é tirarmos ensinamentos bons de tudo. No caso da Páscoa, não há mal nenhum as crianças comerem seus ovinhos de chocolate (desde que seja sem exagero, sem obrigação: nada de reclamar ou mesmo chorar se não ganharem ovos de Páscoa hein!), brincarem e cantarem músicas sobre os coelhinhos da Páscoa ( - já sabemos como eles entraram na história - eles são mesmos fofinhos e amamos os animais)! Mas procurem se lembrar de transmitir aos coleguinhas e familiares o verdadeiro sentido da Páscoa: Renovação! Vida nova!

Então crianças, que tal brincar, no dia da Páscoa, de Vida Nova? " hoje não vou desobedecer a mamãe, nem brigar com os irmãozinhos, nem falar palavrão, guardar minha baguncinha... "
Mas lembre-se: a brincadeira deverá ser renovada todos os dias!
Aí sim teremos sempre uma ótima Páscoa!!!




Texto importante para ser lido por evangelizadores e pais espíritas:

E qual é a visão dos espíritas?

Nos centros espíritas que seguem a Doutrina não há rituais especiais para celebrar a Páscoa porque os adeptos não preconizam a ressurreição. "Pela ciência é impossível voltar para o mesmo corpo depois de um processo de decomposição orgânica", diz Marco Milani, da União das Sociedades Espíritas de São Paulo. Para o Espiritismo, a hipótese mais provável é que os apóstolos tenham visto Jesus por meio da mediunidade (fenômeno de vidência), mas apenas em espírito e c om a mesma aparência que o conheceram.
Os Espíritas consideram, no entanto, que o fato de não ter havido a ressurreição na tira o mérito da missão de Jesus.“Ele é considerado o espírito de conduta moral mais elevada que habitou o planeta, por isso seguimos seus ensinamentos”, afirma Marco. “Atingiu um grau de evolução que todos nós conseguiremos um dia por meio das varias encarnações (a volta do mesmo Espírito para outro corpo).” Não há necessidade de celebrações especiais porque, acreditam, todos os dias representam novas oportunidades para o aprimoramento moral, o grande objetivo de todo ser humano. (Por Cristiana Felippe Revista das Religiões www.revistadasreligioes.com.br)