26/04/2012

Horton e o mundo dos Quem


Horton e o Mundo dos Quem

Filme baseado em livro do mesmo nome, Horton é um elefante divertido  que gosta de brincar e ensinar tudo o que sabe  aos seus amigos da floresta.Quem não gosta muito disso é a Mãe Canguru que dita as regras da florest e impõe um regime autoritário onde não se permite espaço para fantasias ném imaginação.
Certo dia, Horton escutou um grito vindo de um grão que voara em sua direção.Aí começa a aventura de Horton na sua busca incessante em proteger os habitantes do grão mesmo que os outros habitantes da floresta tentam impedí-lo.
Veja o trailer do filme:
www.youtube.com/watch?v=v77HUnMJE9o 

Essa história nos traz muitas lições como amizade, perseverança,importância de todos, discriminação, união, perdão...


Mas para a turminha da evangelização me detive no seguinte:

Horton sabia que haviam pessoas no grão pois ele foi o único que conseguira ouvir ( os elefantes além de boa memória também têm ótima audição!).Mas os outros habitantes não acreditaram pois eles não viam, ouviam ou tocavam.

Conversar com as crianças que existem coisas que não conseguimos ver, ouvir mas existem!
Por exemplo  os micróbios, o ar, Deus!Mas mesmo sem ver a olho nu podemos comprovar que existem: através de microscópios, ao respirarmos, ao observar a perfeição da natureza...

Sejamos como Horton que apesar de ter sido desacreditado por todos, não desisitu nunca de proteger os pequeninos do grão e provou no final que estava certo.

Deixar essa frase para pensar:"uma pessoa é uma pessoa, não importa o tamanho" Horton


19/04/2012

Orai e Vigiai

Jesus certa vez explicou aos seus discípulos uma lição muito importante: "Orai e vigiai para que não caias em tentação". Para ensinar isso ele contou a parábola das 10 virgens.(Contar essa história ás crianças conforme o livro:Histórias que Jesus contou, Clóvis Tavares.Veja na integra no seguinte link:  http://www.centronocaminhodaluz.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=153:a-parabola-das-dez-virgens&catid=66:parabolas&Itemid=94 )


Mas então o que Jesus quis dizer?


Perguntar ás crianças:
O que é Orar?
O que é vigiar?


Orar é tirar um momento de sua vida para conversar com Deus.De preferencia num ambiente calmo, silencioso, para que não haja interferência, distração.
Vigiar é estar atento, desperto para tudo o que acontece em sua vida.
Jesus quis dizer que rezar, orar, conversar com Deus, é importante e necessário pois assim nós mantemos a ligação com Deus e com tudo que nos envolve com energia positiva, boa.
Além disso, é preciso estar sempre atento, pois em algum momento poderá acontecer algo ruim que nos desequilibra e nos dá vontade de reagir de forma errada.
Vigiar é estar atento pra isso e não deixar se influenciar pelas energias negativas que esses fatos trazem.
Respirar fundo e ouvir o que seu coração lhe diz sobre o que é certo ou errado!
Então se queremos seguir o caminho do bem devemos seguir esse conselho de Jesus desde o amanhecer:Orai e vigiai!


Atividade: 
Fazer o Jogo Caminho da vida. Numa cartolina, desenhe um caminho onde algumas pedras revelam uma mensagem (ganha pontos ou perde pontos!).Ganha quem chegar primeiro!



Obs: Pode ser feito em grupos.
Necessário: marcadores e dado (para sortear quem começa e quantas pedras anda.)


Mensagens:
INICIO:FAÇA UMA PRECE PARA COMEÇAR BEM O DIA.BOA JORNADA!
CASA 3:CUMPRIMENTOU A DONA DO ARMARINHO E AJUDOU ELA A ABRIR AS PORTAS.EM AGRADECIMENTO ELA LHE DEU UMA VISEIRA E UM SUQUINHO.AVANCE 3 CASAS
CASA 5: O SOL ESTÁ MUITO FORTE!SERÁ MELHOR PARAR PARA BEBER ÁGUA!PASSE A VEZ!(CASO TENHA PARADO NA CASA 3, COMO GANHOU VISEIRA E SUCO NÃO PRECISA PARAR!)
CASA 8: QUE TORÓ!VOLTE CORRENDO PARA COMPRAR UM GUARDA-CHUVA!VOLTE 5 CASAS!(CASO JÁ TENHA COMPRADO, AVANCE 3 CASAS)
CASA 10: PUXA! O GATINHO ESTÁ SE AFOGANDO!APESAR DA PRESSA, PRECISA PARAR PARA SALVÁ-LO.DEPOIS DÊ UMA CORRIDINHA E PULE 4 CASAS.
CASA 12:VOCÊ ENCONTROU UMA NOTA DE R$ 10,00.VIU QUE TEM UM MOÇO PROCURANDO ALGO.O QUE VOCÊ FAZ?
A)PERGUNTA SE É DELE O DINHEIRO
B)PEGA O DINHEIRO DISFARÇADAMENTE E CONTINUA CAMINHANDO.
(RESPOSTA CERTA:A. AVANCE 3 CASAS!SE RESPONDER B:VOLTE 3 CASAS E REFLITA SOBRE A FRASE "ORAI E VIGIAI")
CHEGADA: PARABÉNS!VOCÊ FEZ SUA JORNADA ORANDO E VIGIANDO E CONSEGUIU CHEGAR NO FINAL COMO PESSOA DO BEM!CONTINUE ASSIM!

11/04/2012

A caridade de Cairba Schutel

"A caridade quando praticada, material, moral, e espiritualmente falando é a religião Pura que nos Conduz a Deus" (Cairbar Schutel )
Perguntar as crianças:


O que é caridade?
Tem que ser rico para fazer caridade?
Pobre também faz caridade?


Deixar que elas exponham suas opiniões.


Em seguida explicar:


Caridade é ato de amor- nós doamos a outro o que temos de melhor!Não depende de dinheiro, nem bens materiais.É uma característica de pessoas que são realmente boas.
Não importa se outras pessoas elogiam.Quem faz caridade se sente feliz só pelo fato de ter sido útil para alguém.


"Meus filhos, na máxima: Fora da caridade não há salvação, estão encerrados os destinos dos homens, na Terra e no céu; na Terra, porque à sombra desse estandarte eles viverão em paz; no céu, porque os que a houverem praticado acharão graças diante do Senhor. Essa divisa é o facho celeste, a luminosa coluna que guia o homem no deserto da vida, encaminhando-o para a Terra da Promissão. Ela brilha no céu, como auréola santa, na fronte dos eleitos, e, na Terra, se acha gravada no coração daqueles a quem Jesus dirá: Passai à direita, benditos de meu Pai. Reconhecê-los-eis pelo perfume de caridade que espalham em torno de si. Nada exprime com mais exatidão o pensamento de Jesus, nada resume tão bem os deveres do homem, como essa máxima de ordem divina. Não poderia o Espiritismo provar melhor a sua origem, do que apresentando-a como regra, por isso que é um reflexo do mais puro Cristianismo."(Evangelho Segundo o Espiritismo)


Tivemos vários exemplos de pessoas caridosas.Hoje vou contar de uma dessas: Cairbar Schutel.

 Nasceu no Rio de Janeiro em 1868.Perdeu os pais ainda criança mas isso não fez dele uma criança infeliz: aos cuidados do avô, estudou muito e se tornou prático farmacêutico aos 17 anos.
Como gostava da vida simples do interior foi para a cidade Matão em São Paulo e montou uma farmácia pois lá não tinha.
Foi em Matão que conheceu a Doutrina Espírita e se tornou um dos seus principais divulgadores.
Fundou o Centro Amante da Pobreza, onde praticava o principal fundamento da Doutrina Espírita: Caridade!
Ficou conhecido como o Pai dos Pobres pois receitava gratuitamente os remédios.Em sua casa, sempre doava roupas, alimentos- devido ao seu sentimento de amor ao próximo- chegando a se tornar uma espécie de hospital aos necessitados.
Escreveu vários livros e criou o jornal O Clarim e a Revista Internacional do Espiritismo.
Uma história interessante:
Certa vez, estava atendendo um mãe com um bebê bem magrinho de tão doente, tão desidratado, pediu ao ajudante um  vidro de água destilada e pingou algumas gotas homeopáticas, entregou á mãe e a instruiu sobre a alimentação do bebê.O amigo ajudante perguntou ao Cairbar: "Mas esse remédio vai curar essa criança?" Ele respondeu:"Esse remédio vai ajudar muito, mas o que cura virá lá de cima, por isso, quando você manipular qualquer medicamento, tenha o pensamento voltado para o pai celestial pois de lá que vem a cura".


Atividade:
Fazer um balão grande com a palavra-chave: CARIDADE e vários balões menores para colar.Colar os que tem sentido com caridade.
Sugestões de palavras: fraternidade, amor, gentileza, bondade, carinho, perdão, humildade, orgulho, raiva, vaidade...



Cantar com elas a música Sublime oração: :http://www.youtube.com/watch?v=gKlCTj_8xNs


Fontes:www.autoresespiritasclassicos.com
             sugestão de atividade:Seara do Mestre

01/04/2012

Comemoremos a Verdadeira Páscoa!

Perguntar ás crianças: 

Quando digo Páscoa, do que vocês lembram?

Deixá-los responder.

Mas, qual o sentido da Páscoa?


Ouvir as respostas das crianças.


Contar uma História da Páscoa:


"Há muito tempo, quando só se conheciam as civilizações antigas, os judeus comemoravam a entrada da primavera, pois era uma época em que os campos se enchiam de flores, o pasto ficava verdinho, anunciando que em breve se poderia fazer a colheita dos frutos, cereais, que iriam garantir o alimento para toda população.  Nessa época também os rebanhos aumentavam. Nasciam muitos carneiros, ovelhas e outros animais; por isso os pastores comemoravam com muito amor a chegada da primavera e eles davam a esta festa o nome de Páscoa.

Muito mais tarde, na época de Jesus, ela teve outro significado para o mundo cristão.
Nós sabemos que Cristo, que veio pregar o amor entre as pessoas, não foi compreendido pela maior parte da população e pelos reis da época, motivo pelo qual foi crucificado. Ora, essa crucificação aconteceu na época da Páscoa. Depois de ficar crucificado Jesus foi enterrado em um local bem seguro, com uma pedra fechando a entrada deste local, para que o corpo não fosse retirado de lá, durante à noite, por seus amigos. Guardas tomavam conta do lugar, viram à noite que a terra estremeceu e de dentro do lugar onde estava a pedra, Jesus apareceu, conforme havia prometido, que ressurgiria dos mortos, ao 3º dia, provando assim que a vida que Deus nos dá é eterna.




Quando souberam, todos os seus amigos ficaram muito felizes, e como era época das festas de Páscoa (ou festa da primavera) deram a esse fato o nome de Páscoa da Ressurreição, que é comemorada todos os anos pelos cristãos por algumas religiões.  
 Mas o que o coelho e os ovos têm a ver com tudo isso?




O ovo é o símbolo da vida. É através dele que muitos animais nascem e se reproduzem. Com este símbolo temos a representação da Vida Eterna, que foi como Jesus sempre pregou.
- Mas estes ovos não são de chocolate!




 Acontece que antigamente para comemorar a Páscoa, as pessoas presenteavam ovos verdadeiros de aves cuja casca era pintada com muito carinho para servir de enfeite e lembrança para a pessoa a quem eram ofertados; porém, esses ovos tinham a desvantagem de se quebrarem e se estragarem com facilidade.
Com a vinda da era moderna, os homens resolveram comercializar a ideia e assim produziram ovos de Páscoa de chocolate, de açúcar, porcelana, alumínio e outros materiais que serviram para conservar a ideia do ovo da Páscoa.
- E o coelho? Bem, o coelho é o animal que representa o divulgador da notícia da ressurreição do Cristo por ser um animal esperto, rápido e que nos traz sempre a ideia de alegria e felicidade. Assim sendo, juntaram- se as duas figura: Coelho + Ovo de chocolate e as crianças ficaram felizes no dia da Páscoa, muitas vezes sem saber o significado desse dia.
 Lembrem-se que essa lição é para todos os dias de nossas vidas. Nós devemos amar sempre aos nossos semelhantes. Nos dias de festa, nos dias comuns, nos dias alegres e até nos dias tristes, porque quando respeitamos e amamos as pessoas, nós somos felizes e isso é o que Jesus deseja para todos: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo" .
(fonte:  http://www.c vdee.org.br/ev_historiatexto.asp?id=00  Com adaptações!)

O mais importante na vida crianças, é tirarmos ensinamentos bons de tudo. No caso da Páscoa, não há mal nenhum as crianças comerem seus ovinhos de chocolate (desde que seja sem exagero, sem obrigação: nada de reclamar ou mesmo chorar se não ganharem ovos de Páscoa hein!), brincarem e cantarem músicas sobre os coelhinhos da Páscoa ( - já sabemos como eles entraram na história - eles são mesmos fofinhos e amamos os animais)! Mas procurem se lembrar de transmitir aos coleguinhas e familiares o verdadeiro sentido da Páscoa: Renovação! Vida nova!

Então crianças, que tal brincar, no dia da Páscoa, de Vida Nova? " hoje não vou desobedecer a mamãe, nem brigar com os irmãozinhos, nem falar palavrão, guardar minha baguncinha... "
Mas lembre-se: a brincadeira deverá ser renovada todos os dias!
Aí sim teremos sempre uma ótima Páscoa!!!




Texto importante para ser lido por evangelizadores e pais espíritas:

E qual é a visão dos espíritas?

Nos centros espíritas que seguem a Doutrina não há rituais especiais para celebrar a Páscoa porque os adeptos não preconizam a ressurreição. "Pela ciência é impossível voltar para o mesmo corpo depois de um processo de decomposição orgânica", diz Marco Milani, da União das Sociedades Espíritas de São Paulo. Para o Espiritismo, a hipótese mais provável é que os apóstolos tenham visto Jesus por meio da mediunidade (fenômeno de vidência), mas apenas em espírito e c om a mesma aparência que o conheceram.
Os Espíritas consideram, no entanto, que o fato de não ter havido a ressurreição na tira o mérito da missão de Jesus.“Ele é considerado o espírito de conduta moral mais elevada que habitou o planeta, por isso seguimos seus ensinamentos”, afirma Marco. “Atingiu um grau de evolução que todos nós conseguiremos um dia por meio das varias encarnações (a volta do mesmo Espírito para outro corpo).” Não há necessidade de celebrações especiais porque, acreditam, todos os dias representam novas oportunidades para o aprimoramento moral, o grande objetivo de todo ser humano. (Por Cristiana Felippe Revista das Religiões www.revistadasreligioes.com.br)