24/05/2012

Anjo guardião: Espírito protetor

O anjo da guarda segundo André Luiz

"Anjo de guarda, desde as con­cepções religiosas mais antigas, é uma expressão que define o Espírito celeste que vigia a criatura em nome de Deus ou pessoa que se devota infini­tamente a outra, ajudando-a e defendendo-a.
Em qualquer região, convivem conosco os Espíritos fa­miliares de nossa vida e de nossa luta. Dos seres mais embrutecidos aos mais sublimados, temos a corrente de amor, cujos elos podemos simbolizar nas almas que se querem ou que se afinam umas com as outras, dentro da infinita gradação do pro­gresso. A família espiritual é uma constelação de Inteligências, cujos membros estão na Terra e nos Céus. Aquele que já pode ver mais um pouco au­xilia a visão daquele que ainda se encontra em luta por desvencilhar-se da própria cegueira. (...)
Todas as criaturas, individualmente, contam com louváveis devotamentos de entidades afins que se lhes afeiçoam. A orfandade real não existe. Em nome do Amor, todas as almas recebem assistên­cia onde quer que se encontrem. (...) Do livro Entre a Terra e o Céu, André Luiz/Chico Xavier


Livro dos Espíritos:

VI – Anjos da Guarda, Espíritos Protetores, Familiares ou Simpáticos
       489. Há Espíritos que se ligam a um indivíduo em particular para o  proteger?                                                         
       — Sim, o irmão espiritual; é o que chamais o bom Espírito ou o bom gênio.
       490. Que se deve entender por anjo da guarda?
      — O Espírito protetor de uma ordem elevada.
      491. Qual a missão do Espírito protetor?
      — A de um pai para com os filhos: conduzir o seu protegido pelo bom caminho, ajudá-lo com os seus conselhos, consolá-lo nas suas aflições sustentar sua coragem nas provas da vida.
      492. O Espírito protetor é ligado ao indivíduo desde o seu nascimento?
      — Desde o nascimento até a morte, e freqüentemente o segue depois da morte, na vida espírita, e mesmo através de numerosas experiências corpóreas porque essas existências não são mais do que fases bem curtas da vida do Espírito.
      493. A missão do Espírito protetor é voluntária ou obrigatória?
      — O Espírito é obrigado a velar por vós porque aceitou essa tarefa mas pode escolher os seres que lhe são simpáticos. Para uns, isso é um prazer; para outros, uma missão ou um dever.

"O Espírito protetor, anjo da guarda ou bom gênio, é aquele que tem por missão seguir o homem na vida e o ajudar a progredir. É sempre de uma natureza superior à do protegido"(Allan Kardec)



Aulinha:
Relaxamento:Imaginar um lugar bem bonito, com cachoeira, árvores altas verdejantes, pássaros, borboletas, flores...Fazer uma prece.Em seguida perguntar ás crianças: Será que existe algum lugar no mundo em que alguém estará sozinho?Sem ninguém?


Fazer uma dinâmica:


Separar duplas em que uma será vendada, a outra seu guia.A missão do guia será orientar  a criança vendada, sem pegar nela, só com palavras, a alcançar a professora (estratégicamente ficará mudando de lugar).A brincadeira termina quando a criança conseguir alcançar a professora.(Pode ser feito uma dupla de cada vez, ou todas juntas!)
Perguntar ás crianças se elas acharam que foi fácil ou difícil.Ela teria conseguido sozinha?A ajuda do guia foi importante?Explicar que assim também pensa o Criador.Sabendo que nós, sozinhos teríamos dificuldade para enfrentar as dificuldades da vida, Ele permite que alguns espíritos mais evoluídos tenham a missão de nos ajudarem em nossas caminhadas.
Perguntar: Quem é esse guia?Como ele é?

Nosso Anjo Guardião, mas também chamado de Espírito Protetor.Como ele é um Espírito desencarnado, nós não conseguimos ver, mas podemos sentir sua presença com o coração.Antes de nascermos ele já assume a missão de estar sempre presente quando precisarmos para nos orientar , nos ajudar.
Pergunta:Sempre está conosco?Todos os dias?Todas as horas?
Sempre que precisamos estará disposto a ajudar.Ele não fica colado como uma sombra, enquanto estamos em paz, seguindo por nós mesmos os melhores caminhos, ele poderá  se afastar para ajudar outras pessoas- principalmente em ocasiões de tragédias como enchentes, acidentes de avião,etc. Mas entre nós e nosso anjo, existe uma ligação que funciona como um alarme de carro para seu dono: ao primeiro sinal que algo não vai bem, ele volta para se dedicar a nós.
Pergunta:Ele pode nos abandonar um dia?
Muitas vezes, as pessoas que se afastam dele.Quando estão envolvidas por sentimentos de raiva, mágoa, revolta, tampam os ouvidos para os conselhos do seu protetor e, assim, acabam se afastando dele.Mas ele nunca  as perde de vista. Quando vê uma oportunidade de ajudar, lá estará.

Contar duas histórias reais onde houveram a atuação de Anjos de Guarda:


Mostrar a notícia do menino chinês que, com sua motinha, cruzou uma avenida movimentada com carros, ônibus e motos e não sofreu nenhum arranhão.

http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2012/05/23/menino-de-3-anos-dirige-triciclo-em-rua-movimentada-ma-china-veja-video.jhtm



Contar a seguinte história que uma senhora portuguesa escreveu na internet:


"La na vila que passei minha infância, a frente de nossa casa, passava um rio, em dias de calor era comum a criançada se jogar em suas aguas, em busca de diversão.
Atiravam-se a elas, com as câmeras de pneus velhos, cheias de ar, pois eram poucos os que nadavam bem.Em uma manha, estávamos todos la, eu só na beirada, com os pés dentro da agua, porque sempre tive medo daquele monte de agua escura, e nunca me aventurei a entrar.Alegres, torcíamos por um ou outro amigo, que destemido,  enfrentava aquele que, pra mim era um oceano sem fim, o rio.De repente meu primo Dalvio, se perdeu de sua bóia, e começou a se debater, nas aguas escuras do rio.Eu, aterrorizada, nem um músculo movi, a voz calou na garganta.Em questão de segundos, que pareceu uma eternidade, vi minha Vó, surgir correndo, e jogar-se, nas aguas, e de la tirar seu querido sobrinho e afilhado, filho de sua irma, Filomena.E o melhor foi quando, passado o susto, ela pode enfim contar, que estava na cozinha de sua casa, a lavar o arroz para no almoço fazer, quando uma voz que ecoou por todo o recinto da cozinha, lhe disse:"Corra vá salvar o menino, que esta a se afogar".Ela disse que mais nada pensou, e correndo ganhou a rua, e no rio se atirou, sem nem mesmo saber nadar, mas dele conseguiu retirar o sobrinho, a salvo.Naquela noite, o terço, habito comum, la em nossa vila, foi rezado em nossa casa, e todos os presentes, agradeceram, ao "anjo da guarda" que, veio avisar minha vó, do perigo de morte,  em que seu sobrinho Dalvio, se encontrava.Por essas e muitos outros causos que vivi, e pela Fé que possuo, tenho certeza, ELES, existem, e nos amparam e  amam."

Lenapena (www.recantodasletras.com.br/cronicas/2222542)


Ensinar a seguinte música:

Você tem alguém
Quando uma tristeza danada lhe doer
E bem lá no fundo lhe fizer sofrer
Lembre que lá em cima você tem alguém
Que lhe quer muito bem, muito bem, muito bem!
Ponha um sorriso bonito no seu rosto
Deixe que as lágrimas lavem seus desgostos
Mas, lembre que lá em cima você tem alguem 
Que lhe quer muito bem, muito bem, muito bem!!!

Pedir pra eles desenharem seu anjo como o imaginam.




17/05/2012

Auto-estima


Auto-estima
"A opinião que o indivíduo tem de si mesmo estáligada ao seu desenvolvimento e aprendizagem. O autoconceito se desenvolve desde muito cedo na relação da criança consigo mesma e com os outros. No trabalho de auto estima com o aluno, o relaxamento e a automassagem são fundamentais, para que o princípio do "se sentir bem consigo  mesmo", aconteça.. "(Equipe de Apoio a Aprendizagem SEAA)
Aos evangelizadores, pais e professores: É importante saber que…
1 – Mesmo que tenha pouco tempo, quando a estiver a ouvir, escute mesmo. Porque as crianças perceberão.
2 – Deixe-as expressar sentimentos, mesmo negativos. Evite o discurso: “Não se chora”, “Isso não é nada”, “Tem coragem”. Deixa-a falar.
3 – Sempre que for possível, deixe que elas tomem as próprias decisões.
4 – Trate-as com respeito. Respeite o seus espaço, diga-lhes  por favor e obrigado.
5- Dê mais valor ao esforço que faz do que ao rendimento que obtêm.
6 – Procurar empatia com as crianças. Quanto melhor as entendermos, menos paciência será necessária para lidar com elas, pois estaremos a perceber o seu ponto de vista.
7 - Quando as crianças chegam da escola, e lhes perguntamos como foi o dia, tendem a responder com algum episódio negativo. Experimente perguntar-lhe: “Fala-me das coisas mais legais que aconteceram hoje .”
8 - Tentar manter o respeito pela personalidade da criança, e avaliar periodicamente se as expectativas depositadas nela são justas, razoáveis e equilibradas. Será de grande ajuda.
9 - Peça a sua opinião em temas diários de pouca importância, como onde ir passear, que atividade realizar, etc. Isso faz a criança sentir-se importante, auto-valorizar-se e respeitar-se  (Raquel Martins - Psicologia Infantil)

Alguns princípios fundamentais para a formação de um auto-conceito positivo:

1. Comentar objetivamente os fatos, apontando apenas e tão somente o que a criança fez (“Você colocou muita cola”, “Você derrubou o copo”, “Você machucou seu amigo”, etc.)
2. Não julgar a criança a partir de seu comportamento. Não confundir sua identidade (quem ela é) com seu comportamento (o que ela faz). Não rotular a criança. Não dizer: “Você é…” (agitada, agressiva, etc.), mas preferir usar o verbo estar no lugar de é: “Você está…” (agitada, agressiva, etc.). Com isto demonstramos a ela que o seu comportamento pode mudar, mas sua identidade, seu valor, quem ela é, permanecem constantes. Demonstramos, em última análise, que ela não é o seu comportamento. Da mesma forma, é melhor dizer: “O seu caderno está desorganizado” ( e não “Você é desorganizada”). Ou “O que você fez deixou seu amigo muito triste” (e não “Você é má”) “Sua mochila está suja” (E não Você é suja)
3. Não comparar a criança com outras crianças mas sim com ela mesma: “Ontem você fez uma letra bem melhor do que a de hoje” ( e não “Olha como a letra de fulano é bonita. Por que você não faz uma letra como a dele?”). E também: “Hoje você não se comportou bem na festa batendo nas crianças menores” ( E não “Por que você sempre arruma confusão? Será que você não consegue ser normal como as outras crianças?”
Nelly Beatriz M. P. Penteado é Psicóloga

1º momento :
relaxamento e auto massagem
Ao som de uma música suave, ambiente acolhedor.
A massagem relaxante é uma técnica para eliminar o stress e a dor física, desfrutar de uma sensação de bem-estar e relaxamento e até mesmo dissolver as preocupações e melhorar o humor.
Foi cientificamente provado que o corpo faz contato com algumas alterações, tanto físicas como psicológicas. O contato, ou toque, transmite ao sistema nervoso impulsos que permitem afrouxar os nervos e dissolver os nódulos de tensão.
A massagem trabalha na pessoa com profundidade e modifica o estado físico e mental. Se repetidas, podemos dizer que é curativa. 
Quando estamos trabalhando com crianças em situações de stress, temos efeitos significativos como: relaxamento, bem estar e elevação da auto estima.
Sentados em círculo :“olhinhos fechados”,” respirando pelo nariz soltando lentamente e devagarinho pela boca... " vamos aquecer as mãos , esfregando uma na outra, fechar mãozinhas em concha e colocar várias vezes em determinados pontos do corpo.
Cada um fazer vai em si mesmo, por isso chama -se  auto massagem.
Passo a passo
1-música bem suave, relaxante (de fundo); 
2-Respirando tranquilamente pelo nariz e soltando bem devagarinho pela boca;
3-colocar as mãozinhas no local que vou indicando, fazendo a respiração por três vezes em cada local: na cabeça, nos ouvidos, na garganta, nas costas... abaixo do peito, no rosto, no coração.
Estes são alguns pontos de tensão muscular e sede das emoções 

2º momento:
"COMO ESTOU ME SENTINDO
Usar Carinhas que sentimentos diversos, positivos e negativos:Cada criança deverá escolher sua carinha conforme está se sentindo.

COM MEDO
CHATEADO                                                                                                                                                                                                                                           
TRANQUILA(o)
TRISTE
PREOCUPADO
FELIZ ...

Pedir que cada participante escreva seu nome (numa ficha) e cole embaixo da carinha com a qual ele identifica a forma como está se sentindo hoje
Em seguida, "Quem Que Falar Sobre o que está acontecendo que faz com que e se sinta dessa forma (a escolhida pelo aluno)”?
Júlia Virgínia de Moura(SEAA)

3º momento:
Contar a história :

Ser diferente
Zezé, o elefante, estava triste. Eles se achava gordo e desajeitado. Na verdade, queria ser como Filó, a girafa. Porém, ao contar para a amiga girafa seu sonho de ser alto e elegante como ela, descobriu que Filó se achava alta demais, e não gostava de seu pescoço. Ela contou, então que desejava ser como Lico, o veado, ágil, veloz e com a altura certa.
 Conversando com Lico, descobriram que ele se considerava frágil demais e, em seus sonhos, via-se forte como Ian, o leão.
 Superando o medo que sentiam de Ian, foram procurá-lo, para perguntar como era ser forte, ser o rei da floresta. Mas encontraram Ian triste e solitário. O leão possuía poucos amigos, pois tinha fama de ser furioso, e todos tinham medo de se tornar seu jantar. 
  Como não conseguiram concluir quem era o melhor bicho, resolveram fazer um concurso para eleger o mais belo da floresta, o animal ideal. E foram procurar Zilá, a coruja, para juntos estabelecerem as regras do campeonato.
   Zilá era uma estudiosa do comportamento animal, que surpreendeu a todos quando disse:
   - Que importa ser o mais belo, o animal ideal? Deus criou cada animal de um jeito especial, com características próprias. E aí está a beleza da criação. Já pensaram se só existissem leões ou borboletas? 
   Zilá também explicou que cada animal tem virtudes próprias, e que o importante é cada um aceitar-se como é, valorizando o que tem de bom e se esforçando para se tornar alguém cada vez melhor, desenvolvendo qualidades como amor, perdão, respeito, amizade.
   Zezé, Filó, Lico e Ian pensaram muito no que disse Zilá. E não realizaram o concurso. 
   A partir dessa conversa, Zezé parou de reclamar de seu peso e iniciou um programa de exercícios; Filó aceitou-se como era, alta e magra e deixou de ser fofoqueira; Lico tornou-se mais alegre e satisfeito com a vida e Ian tem se esforçado para ser mais calmo e simpático e fazer novos amigos. Assim, todos colaboram para que a floresta se torne um lugar melhor para se viver.
Cláudia Schmidt

 Comentar com as crianças sobre a história.

Qual era o animal mais bonito?
Todos são especiais mesmo sendo diferentes.
Todos tem sua importância no mundo.
Nós, assim como os animais da floresta, também temos nossas diferenças.Mas ao invés de reclamarmos ou lamentarmos por elas, devemos descobrir o que temos de melhor e ajudar as pessoas que nos rodeiam a percebê-las também.
Mas, nem sempre acordamos felizes não é mesmo.O quê fazer?

Segredo da felicidade!!!
Crianças, o segredo da felicidade está na palma das nossa mão.Na ponta dos dedos!Cada dedo representa um segredo para ser feliz.Querem saber quais são?

1º: Sorria sempre!Cada vez que sorrimos, os músculos do rosto relaxam e já nos dá uma sensação de bem-estar.Quando sorrimos, mesmo estando tristes, estamos dando um recado ao cérebro que queremos ser felizes!O cérebro entende o recado e manda sinais pro restante do corpo.
2º:Deixe para lá!Se alguém lhe provocar, pisar no seu pé, ou te contrariar deixe para lá!Os sentimentos são como correntes:para continuar precisam que os elos estejam ligados.Se não damos continuidade aos sentimentos ruins, quebramos a corrente!
3º:Faça o bem!Cada vez que fazemos o bem, por mais simples que seja, sentimos nosso coração aquecer de felicidade.Faça o teste!
4º: Aprenda a dizer não!Não, não é pra dizer não pra qualque coisa!Mas para as coisas que seu coraçãozinho lhe avisar que não é uma coisa boa.Muitas vezes somos chamados para participar de coisas que não são legais.Cuidado, pois tudo que começa mal termina mal.Melhor dizer não!
5º:Se ame!Jesus, certo dia disse:"Ame ao próximo como a si mesmo".Bem, Jesus disse isso porque provavelmente você se ama, então deve saber como deve se comportar em relação ao outro.Mas se você não se ama?Como saberá amar ao próximo?!Então não se esqueça de amar essa pessoinha especial que você olha no espelho ao acordar:Você!

Atividade:
fazer um desenho de si mesmo de forma que represente a criança que estará vendo daqui pra frente!

Sites e links consultados:
Impacto da Pedagogia:
http://impactodapedagogiamoderna.blogspot.com.br/2011/07/sugestao-para-trabalhar-autoestimaa.html
Seara Espírita Infantil:
http://www.searadomestre.com.br/evangelizacao/autoestima.htm
Sua mente:
http://site.suamente.com.br/como-promover-a-auto-estima-das-criancas-1a-parte/
http://site.suamente.com.br/como-promover-a-auto-estima-das-criancas-2a-parte/

14/05/2012

Homenagem ás mães

Na última Quinta-feira, antes do Dia das Mães, nossas crianças fizeram uma homenagem ás suas mãezinhas.
Adaptei a música: Uma pitada de amor, que aprendi nas confraternizações de Mocidades que frequentei a tempos atrás.Procurei na internet o áudio, ou mesmo vídeo para os visitantes do Blog conhecerem, mas infelizmente não encontrei. Então segue uma arte com a letra da música:

Uma pitada de Amor




Foi lindo!A medida que as crianças cantavam, faziam gestos exemplificando cada verso.
As mamães adoraram!


03/05/2012

Mãe

Conversar com as crianças  sobre suas mães:
Como ela é
Mora com a criança
Tem outros filhos
Trabalha fora




Perguntar o que elas mais gostam em suas mães.
Vocês acham que suas mamães são importantes?
Ouvir suas respostas e depois explicar.


890- será uma virtude o amor materno, ou um sentimento instintivo, comum aos homens e aos animais? 
 "Uma e outra coisa . A Natureza deu á mãe o amor aos seus filhos no interesse de conservação deles.No animal, porém, esse amor se limita ás necessidades materiais; cessa quando desnecessários se tornam os cuidados.No homem, persiste pela vida inteira e comporta um devotamento e uma abnegação que são virtudes.Sobrevive mesmo á morte e acompanha o filho até no além-túmulo.Bem vedes que há nele coisa diversa do que há no amor do animal."(Livro dos Espíritos)

O amor da mães é algo muito importante para nossa vida.
Enquanto bebês, precisamos de toda sua dedicação, seu carinho, sua paciência -  pequenos seres frágeis que sem a mãe dificilmente  sobreviveríamos:
 precisamos do seu leite quando temos fome,
da sua atenção para não passar frio,
da sua vigília para não adoecermos.


A medida que vamos crescendo precisamos que a mãe nos ensine a falar, a andar, a percebermos as coisas que nos cercam.


Para nós, seres humanos, precisamos da mãe para algo mais importante: a formação do nosso caráter.É a mãe que irá perceber nossos erros desde pequenos e nos mostrará que caminho devemos seguir para sermos do bem.
Ela que está do nosso lado: nas derrotas e nas vitórias.Ela chora por nós, luta por nós e nos ajuda sempre.


Nunca nos esqueçamos disso.Procuremos sempre seguir seus conselhos e agradecer á Deus por toda sua dedicação e por estar sempre do nosso lado.


Atividade:
Pedir para as crianças desenharem um desenho pra mamãe 

Outras sugestões:
Obs: todos estão amplamentes divulgados na internet por diversos sites.