De volta ao trabalho

 E aí meninada descansaram muito?
 Aproveitaram bem suas férias?
 Passearam, brincaram, dormiram?
 Espero que tenham tido um bom descanso das aulas da escola e que os adultos também tenham aproveitado bastante o descanso do trabalho.




















Agora é hora de recomeçar...
Para início de conversa, vamos conhecer as crianças com quem iremos desenvolver nossas atividades.

Dinâmica do nome:
Em círculo todo mundo. O primeiro vai dizer o seu nome e a cor que mais gosta. O segundo vai falar assim: "o nome dele é..., a cor que mais gosta é... e meu nome é... e a cor que eu mais gosto é..."
E assim por diante.
(Obs: Se a turma for de crianças acima de 8 anos poderá acumular os nomes e as cores - o último deverá falar o nome e a cor de todos! Mas se for a maioria menor de 8 ou for mista, fala-se só o nome e a cor preferida do colega da direita e o próprio).

Depois vamos nos desenhar. Mesmo quem não sabe desenhar- o importante é tentar fazer seu auto retrato.
exemplo
Observar os desenhos e perguntar o que cada um acha de mais bonito em si (característica física) e qual a maior qualidade. E qual é o maior defeito (que ele acha).
Comentar que todos nós temos qualidades e defeitos. Para nos conhecermos devemos descobrir quais são os nossos defeitos e qualidades. Ao longo de nossa vida vamos descobrindo e procurando melhorar.
Joanna de Angelis, mentora de Divaldo Pereira Franco incentiva a busca do auto conhecimento.
Também é defensora da evangelização para aprimoramento dos espíritos encarnados


Para finalizar lembrar ás crianças que todos temos nossas diferenças. Por isso ninguém é melhor que ninguém. Ensinar a seguinte música: Ninguém é igual á ninguém


Música do cd Olha só quem vem por aí. Projeto feito com os alunos da escola Stagium


 Não queira ser aquilo que o outro é, não 
queira ser aquilo que o outro é
Nem que o outro seja, ora veja tudo aquilo 
que você quer
Ninguém é igual a ninguém, ainda bem, 
ainda bem
A gente mesmo se inverte no espelho, o que 
reflete exatamente esse conselho
Não queira ser aquilo que o outro é, não 
queira ser aquilo que o outro é
Nem que o outro seja, ora veja tudo aquilo 
que você quer
Tem gente triste que anda mal humorada, só 
vive resmungando sem dar uma risada
Tem a nervosa que está sempre irritada
Briga por qualquer coisinha deixa a gente 
chateada
E a corajosa que enfrenta coisas novas, 
fazendo a vida ficar menos dolorosa
Ninguém é igual a ninguém, ainda bem, 
ainda bem
Negro, branco, pardo ou amarelo, alto, baixo, 
gordo ou magricelo
Moreno, loiro, careca ou cabeludo, 
deficiente, cego, surdo ou mudo
Em tudo tem diferença     desde nascença,     
 no que a gente é, no que a gente faz,
No que a gente pensa, todos tem diferença    
 desde nascença
A gente é o que é, a gente é demais, a lista 
é imensa.. viva a diferença